segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

amar e mudar as coisas



Para a Flor de 7 meses.

"eu não estou interessado
em nenhuma teoria
em nenhuma fantasia
nem no algo mais
[...]
amar e mudar as coisas
me interessa mais"
Alucinação, Belchior



A partir de hoje, mudei algo que posso mudar e é algo que amo: o nome do blog.
De "muda mudança da palavra" para "muda mudança". Um dia tentarei explicar a escolha.
Mas, será que mudar alguma coisa é mera alucinação ou ilusão?
Essa questão da mudança já estava presente nos pré-socráticos, visitemos o Rio Heráclito e seus aforismos:



Aos que entram nos mesmos rios afluem outras e outras águas. [12]
Não é possível entrar duas vezes no mesmo rio. [91]
Nos mesmos rios entramos e não entramos, somos e não somos. [49a]
Apud MARTINS, 2007, p. 60.



Heráclito, em detalhe do afresco A Escola de Atenas, de Rafael. [Fonte: wikipedia]


Há um tempo, vinha pensando nessa pequena mudança, que se concretizou no apagamento literal "da palavra" no título do blog. Hoje, durante a viagem entre Fortaleza e Redenção, enquanto lia o livro Surpresas pelo caminho, de Richard Hasler, deparei-me com a citação da chamada oração ou prece da serenidade:





"Senhor,dê-me
              serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar,
              coragem para mudar aquelas coisas que posso e
              sabedoria para conhecer a diferença"
Fortaleza, 26.2.2018
Rodolfo Selva

Nenhum comentário:

Disciplina e violência (um comentário à especialidade do Bolsonaro)

Durante esta semana, circulou notícias sobre um memorando de 1974, no qual a CIA tratava das execuções realizadas pelo governo militar, na...