sexta-feira, 29 de agosto de 2008

mês que termina


Para Aline W., meu amor.



















leve
a cidade pelo centro dela
entre
em suas vias.


veja
o que lampião lia.





A imagem de última hora foi a nova cabeça de lampião.
Benjamin Abraão, Glauber Rocha.
"Com o meu baião estarei desenhando um outro céu.
O céu de couro nordestino"
Luiz Gonzaga, Robertinho do Recife.





pão integral e margarina industrial.
a cidade está em todo lugar:
no pastel no poste no portal
dentro da minha carne
dentro do pão.




Na Serra de Meruoca,
três amores,
um encontro,
dois livros, dois cadernos,
pão partido e
companheiro.





Pra quem o mar se dá?
Se derrama, se espraia?
Efêmeras flores dedicadas a quem?
Por onde andará seu bem?





Perguntas percorrem o escrever.
Mesmo as dunas, donas de suas areias, não saberiam responder.
Enquanto isso, eu e meu amor, vamos sair.
Jeri, Almofala, volta pra casa.






P.S.: como esperar a partida para outro lugar, aquele mesmo lugar?




Fortaleza, 29.8.8.

Rodolfo Silva