quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

destino desconhecido: Ráðhúsi Reykjavíkur

Quando despertei-me às 5.30h da manhã, deste 1º de janeiro, não sabia eu onde iria parar, agora, às 6.40h.

Entre devaneios de sonhos inquietos, lembranças escusas de tarefas por fazer de um ano findouro, debrucei-me naquilo que poderia ser as primícias de um novo ano. Dentre as possibilidades, escolhi descarregar fotografias de uma câmera digital e todas as suas implicações tecnológicas (cabo usb, notebook etc.). Foi aí que meu destino começaria a degringolar-se, afinal, o cabo usb encontrado não plugava na conexão da câmera. Assim, frustrado, deixei-me levar para outras conexões.

Às 5.52h, uma matéria sobre uma atriz de The Big Bang Theory, num site de notícias, capturou-me a atenção.

Logo depois, às 5.58h, saltei para a busca sobre um dos atores da série televisiva, numa combinação explosiva: Velho Google + Nome. O nome: Jonhnny Galecki (Leonard).

E, às 6.02h, pela primeira vez na vida (de fato, não me lembro de ter acessado antes), eu bisbilhotava a página do Instagram de uma criatura. E, de repente, meu destino havia sido fixado pela fotografia [1] de uma escultura quasimodesca de um homem, meio homem, meio pedra, que capturou meus olhos e meu coração (?)

Às 6.06h, eu iniciei uma busca desenfreada, sem destino certo para saber daquela fotografia. Para a jornada, eu só tinha uma fotografia do Instagram e uma hashtag: #reykjavic.

Às 6.15h, visitando, faminto, o blog de viagem a hungry man travels, descobri que a tal escultura havia sido dedicada ao servidor municipal desconhecido. 

Às 6.17h, outra revelação: o nome do escultor: Magnús Tómasson.

Às 6.18h, no site da Prefeitura de Reykjavic, uma notícia de 14.9.2012, numa língua alienígena anunciava: Óþekkti embættismaðurinn afhjúpaður

Às 6.21h, tinha início a busca obsessiva pela localização da escultura em Reykjavic, usando o Google Maps. Mas não estava conseguindo encontrar a localização exata da escultura naquela cidade desconhecida que, segundo o Wikipedia"Durante o inverno, os dias duram quatro horas e no verão as noites não existem". 

Às 6.26h, acessei a página do Reykjavik Art Museum, identificando o Minnisvarði um Óþekkta embættismanninn e uma nova fotografia da escultura, sob nova perspectiva [2]. 

Após muitas tentativas, no GoogleMaps, às 6.34h, apelei para o GoogleTranslate. E às 6.35h, voltava ao Maps com um oráculo: ráðhúsið! Os próximos 5 minutos me levaram à imagem reveladora do local exato que, desconhecidamente, procurava [3], cujas coordenadas são: 64°08'44.9"N 21°56'25.1"W (64.145796, -21.940319).


Fotografias
[1] [2] [3]

[1] - http://instagram.com/sanctionedjohnnygalecki 
[2] - http://safneign.listasafnreykjavikur.is/is/verk/H-099
[3] - https://goo.gl/maps/7ybnq
Rodolfo Silva
Fortaleza, 1.1.2015