quinta-feira, 31 de maio de 2007

isso pra mim é viver

para A. W.
(para nossa saudade)

eu gosto de
Brasília

seus
traço arco concreto futuro
suas
curvas arquitetura

em pleno vôo viajo vejo veloz
a paisagem planalta da capital

escrever não escrever

se pudesse, escreveria
com minhas próprias palavras, traçaria
a linha do Equador de Djavan, de Caetano Veloso

podem me prender por plágio!




Linha do Equador (Djavan e Caetano Veloso)

Luz das estrelas

laço do infinito

gosto tanto dela assim

rosa amarela

voz de todo grito

gosto tanto dela assim

esse imenso, desmedido amor

vai além de seja o que for

vai além de onde eu vou

do que sou

minha dor minha linha do equador

esse imenso, desmedido amor

vai além de seja o que for

passa mais além do

céu de brasília

traço do arquiteto

gosto tanto dela assim

gosto de filha música de preto

gosto tanto dela assim

essa desmesura de paixão

é loucura do coração

minha foz do iguaçu

polo sul, meu azul

luz do sentimento nu

esse imenso, desmedido amor

vai além de seja o que for

vai além de onde eu vou

do que sou

minha dor, minha linha do equador

mas é doce morrer nesse mar

de lembrar e nunca esquecer

se eu tivesse mais alma pra dar

eu daria, isso para mim é viver



(ênfases acrescentadas)


Brasília, 30.5.7.
Rodolfo Silva

terça-feira, 29 de maio de 2007

crônica de um aniversariante

para mim mesmo
no dia de meu 36o aniversário
não faz muito tempo
nasceu
no Recife


'eu sinto bucolismo
Pernambucobucolismo'


por todas as ruas
todos os bairros
as cidades todas

'eu sinto bucolismo
Pernambucobucolismo'

feito bandeira
feito cabral
feito gonzaga
feito valença
feito science
feito lenine
feito ninguém

eu não sinto nada
na minha terra
não tenho palmas
nem palmeiras

'eu sinto bucolismo'


Barra do Piraí, 29.5.7.
Rodolfo Silva


quarta-feira, 23 de maio de 2007

a previsão é de chuvas

ontem, saí do Rio de Janeiro (de ônibus)
com destino a Campinas,
desde Resende, chuva.
até, bem dizer, Atibaia.
quando desembarquei, às 20 horas, não chovia.
de madrugada, começou a chover.
e chove até o momento.
logo, segurei viagem até Vinhedo.
a previsão é de chuvas.

Campinas, 23.5.7.
Rodolfo Silva

domingo, 20 de maio de 2007

O Rio de Janeiro continua

para A.W.
o mesmo

em viagem ao Rio de Janeiro
descubro-me lindo

aquele abraço
que foi dado antes mesmo de chegar ao meu destino:

ela me abraça me beija
este é meu destino

O Rio de Janeiro continua Fevereiro e Março
para mim, interessa-me, apenas, Setembro (coisas de passado e futuro)


Não o Rio todo,
o mesmo estado (da Guanabara)
Rio Rios
Janeiro Paraíba Piraí
em sua barra

encontro meu destino
Barra do Pirai, 20.5.7.
Rodolfo Silva

quinta-feira, 17 de maio de 2007

quem espera sempre

quero escrever um livro de viagens
ou de espera

sem muito "alcança"
rima de palavras em movimento
ao andar pareço viajar

preparo uma mala : roupas livros higiene pessoal eu


Eusébio, 17.5.7.
véspera de viagem
Rodolfo Silva

quarta-feira, 16 de maio de 2007

sobre coisas escritas incompletas

para Manueli Magalhães
amiga
abraço
sorriso
largos

saudades

tudo
nada
incompletudo

ausências

falta
fastio

afastados

Eusébio, 16.5.7.
Rodolfo Silva

sábado, 12 de maio de 2007

entredores

entredores de gripe e unha encravada:

nada fazer.

neg-o-neg-ócio

febre & frevos
tempo livre & livros
ciranda cirandinha vamos todos se infectar
ver tv
ser sem te ter
fastio



para que ninguém se preocupe, já estou restabelecido. tossindo ainda.

terça-feira, 8 de maio de 2007

Diálogos

HEMMES:
ap g r
o q em m m
é l cu n
pro p g r


2.5.7.


RODOLFO:
hemmesticamente criptografado
sinta-se palavra cilada charada
nenhum sentido ninguém sentado
frase fresta frágil fútil

7.5.7.