quarta-feira, 23 de abril de 2014

esmiuçando o detalhe, amiúde

Para Diego Simões, detalhista.


"The devil is in detail", ditado inglês.

"Deus está nos detalhes" Ludwig Mies van der Rohe, arquiteto.

"Assim como a mosca morta produz mau cheiro e estraga o perfume, também um pouco de insensatez pesa mais que a sabedoria e a honra", Eclesiastes 10:1

"O pouco pode ser o muito disfarçado" Horácio Dídimo, poeta.

"Detalhes tão pequenos..." Roberto Carlos e Erasmo Carlos.


O detalhe pode ser um artifício, um artefato, um dispositivo, uma disposição.
O detalhe servirá para qualquer dos lados.
O detalhe está disponível para várias perspectivas: convergentes, divergentes, antagônicas, categóricas.
O detalhe é quântico, clássico ou astronômico, depende do referencial.
O detalhe, para o míope, está na sua cara.
O detalhe, para Sherlock Holmes, é elementar.
O detalhe para a lupa...
O detalhe para o microscópio...
O detalhe para o telescópio...
O detalhe para o Hubble...
O detalhe é uma lente, um retalho, um recorte, um quadro, um filtro, um funil.
O detalhe é uma porta, uma janela, uma chave, uma picada*, uma heurística.



* picada:  atalho aberto na mata a golpes de facão ou de foice para a passagem de pessoas, pequenos veículos etc. (HOUAISS).

Fortaleza, 23.4.2014
Rodolfo Silva


Nenhum comentário: