terça-feira, 8 de junho de 2010

escrevo apago escrevo
palimpsesto na tela
não sobrará bits sobre bytes








Um comentário:

Facundo disse...

o que diábos é palimpsesto?

kkkkkkkkkkkkkkkk

que bom que voltou Grande Rodolfo! Essa fênix que parece que vai mas não vai!

Bem vindo as blogagens novamente!

Mesmo tendo estilos literarios diferentes (vc um minimalista e eu um verborrágico incurável) ver seus poemas é sempre fascinate pela sensação que eu sinto e procuro em casa palavra.

às vezes saio frustrado por não entender balhufas... às vezes fico: caramba, sera que ele quiz dizer isso? mas enfim... poesia não é meu forte, mas isso não é impedimento, e sim desafio!

abraço cara! curioso pra comer os tão falados pães caseiros...