segunda-feira, 9 de junho de 2008

"Qualquer música, ah, qualquer,
Logo que me tire da alma
Esta incerteza que quer
Qualquer impossível calma!"
Fernando Pessoa, 1928

contemos então (eu e minhas teclas)
quantas músicas ouvirei, já ouvi

não lembro
escaparam
não as tenho por perto

desde já
copiarei qualquer música no Ipod
capturarei todas elas

download me now!
dizem-me, digo
para não esquecer
para ter, ter
dados, loas

assim
será mais fácil
contá-las

e baixinho
cantá-las

Fortaleza, 9.6.8.
Rodolfo Silva

Nenhum comentário: