segunda-feira, 5 de novembro de 2007

tristeza

pareço triste.

alguma repetida parede
levanta-se.

um vento constante
horizonta-se.

por um instante
deito
pareço dormir
sonho.

estou triste.

não sairei do lugar
até que tudo desapareça.

pois é
não sairei desse triste lugar.

Fortaleza, 5.11.7.
Rodolfo Silva

Nenhum comentário: