segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Rodolfo e a Fotografia - 7a Exposição


fotografias de Rodolfo Silva na exposição


Qualquer arte tangencia o limite da realidade, da linguagem, da própria arte. Tem uma tendência à margem.

Propor uma nova visão é lugar comum à arte – desde o século 20 e seu incrível maquinário?

Em lugares de arte, pelas ruas de Fortaleza, pergunta-se: “qual o lugar da arte?” – não é esse o tema do 60º Salão de Abril, neste ano?

A Universidade é lugar de arte? De um certo conhecimento... Talvez a arte devesse ser uma janela, uma margem, na pior das hipóteses, um excremento da universidade – reciclável, claro, límpido.

Workshop sobre a “Nova Visão”. Uma exposição de olhares da universidade: de fora pra dentro, de dentro pra fora, fora fora, dentro dentro: nova visão. Fotógrafos inexperientes, imprudentes, experientes, peritos, artístas, metidos. Uma democracia da arte.

Do lado de fora da universidade. Ao lado do lixo. À margem. No muro marginal, na rua marginal.

As fotografias no muro: janelas – bordas viradas pra dentro da universidade – olhos pra fora, vendo o que a universidade não vê.


Rodolfo olha a exposição!


Fortaleza, 19.10.9.

Rodolfo Silva

Nenhum comentário: