terça-feira, 26 de maio de 2009

à minha esquerda
os livros se acumulam sem serem lidos
à minha frente
uma tela entrelida entretida entrevida
ao meu redor
ao redor de mim
ao derredor estonteante reparo
o durmo-acordo de meus olhos
o come-descome de meu sistema digestivo

nada de novo
nada de novo
de novo
de novo

Fortaleza, 26.5.9.
Rodolfo Silva

Nenhum comentário: