segunda-feira, 30 de março de 2009

nova narrativa

a enchente assim
devorava pedaços da cidade
olhos d'água
pés de mesa
cabras cegas

aos poucos vagões
restavam lugares reservados
velhos
mulheres prenhes
crianças

sem mais nada a dizer
a chuva parou.
a cidade idem.

Fortaleza, 30.3.9.
Rodolfo Silva

Nenhum comentário: